Texto por Colaborador: Redação 24/01/2023 - 02:13

Em sessão extraordinária, o Conselho Deliberativo colorado aprovou na noite desta segunda-feira (23) a proposta de aumento da mensalidade dos sócios, bem abaixo do inicialmente pretendido pela direção. Após a gestão de Alessandro Barcellos propor um acréscimo de quase 27%, foi formado um acordo com os movimentos de oposição para um reajuste de 10%, sendo cobrado a partir de fevereiro. O valor não era reajustado desde 2018.

Segundo o portal de GZH, com a adequação, o plano Nada Vai nos Separar passará a custar R$ 27,50 mensais, enquanto o plano Campeão do Mundo custará R$ 60 mensais, e o plano Carteira Vermelha passará a ter o custo mensal de R$ 137,50. 

No plano orçamentário para 2023, havia a previsão de receitas na faixa de R$ 87 milhões com o quadro social, contudo, eram monantes que consideravam o reajuste projetado inicialmente. Ou seja, se com 27% de aumento o Inter teria R$ 20 milhões (R$ 1,6 milhão/mês) a mais na temporada, com 10% serão acrescidos R$ 7,4 milhões (R$ 616 mil/mês). Como ficou abaixo, membros da atual gestão destacaram que o índice é insuficiente e fará com que o orçamento aprovado seja prejudicado, gerando um déficit de aproximadamente R$ 13 milhões a menos do que o previsto no orçamento anual.