Texto por Colaborador: Redação 16/12/2021 - 17:30

É tetra! O Internacional venceu o Brasil de Pelotas de virada por 2 a 1 na partida de volta da final e se sagrou campeão do Estadual Sub-20. Os gols da partida foram marcados por Thauan Lara e Estêvão para o Colorado. Fernandinho anotou para o Xavante, no duelo da tarde desta quinta-feira (16), no CT Morada dos Quero-Queros, em Alvorada.

O Colorado já havia vencido a partida da ida, em Pelotas, por 1 a 0. Agora, chega ao quarto título consecutivo do Estadual Sub-20.

O JOGO

O primeiro tempo da partida foi de poucas oportunidades para os dois lados. O Internacional teve a primeira chance de gol aos 28 minutos. Após cruzamento pela direita, Jonathan subiu mais alto que a zaga para cabecear, mas o goleiro Vitor espalmou para escanteio. A equipe colorada seguiu controlando as ações. Aos 40, Matteo recebeu passe pelo lado esquerdo chutou forte para mais uma defesa do goleiro. Logo depois, o Xavante respondeu. Jonas recebeu passe pelo meio e tentou driblar o goleiro Lucas Flores, que saiu nos pés do atacante.

O inicio do segundo tempo seguiu com poucas oportunidades e com o Inter controlando o jogo. Aos 12 minutos, Jonathan recebeu passe pelo lado esquerdo, chutou cruzado e a bola tocou no travessão. Aos poucos, o Brasil conseguiu equilibrar o jogo até chegar ao gol. Aos 21, Fernandinho cobrou falta de longe, a bola passou pelo goleiro Lucas Flores e foi para as redes: 1 a 0.

A vitória parcial do Xavante levaria a disputa do título para os pênaltis. Mas, dez minutos depois, o Inter deixou tudo igual. Thauan Lara pegou o rebote do goleiro após tentativa de Vitinho e chutou com a meta vazia para empatar a partida. A partir do 1 a 1, o Internacional, que já estava garantindo o título, voltou a dominar as ações do jogo e a pressionar. Aos 37 minutos, Estêvão recebeu passe na intermediaria chutou forte para fazer um golaço, virar o jogo e definir o Colorado como tetracampeão gaúcho sub-20.

A equipe de João Miguel e Leonardo Martins foi a campo com: Lucas Flores; Ryan (Lucas Vital), Adriel, João Felix e Cazzetta; Igor (Bizescki), Matheus Dias (João Pedro), Cléberson (Estêvão), Jonathan (Thauan Lara) e Vitinho; Matteo (Allison).

Texto de Lilian Mendes sob supervisão de Lucas Rizzatti / FGF

GOLS

Categorias

Ver todas categorias

Mano deve permanecer em 2023?

Sim

Votar

Não

Votar

911 pessoas já votaram