Texto por Colaborador: Redação 21/06/2022 - 00:00

Depois de Alessndro Barcellos anunciar a desistência nas negociações pela compra de Bruno Méndez, o Corinthians espera receber o defensor já nesta semana para reintegrá-lo ao elenco do técnico Vítor Pereira.

O empréstimo do uruguaio ao clube SCI vale até 30 de junho. De volta ao Sudeste, Bruno Méndez será inscrito pelo clube na fase de oitavas de final da Libertadores e ficará à disposição para os duelos com o Boca Juniors, da Argentina. 

O Inter, portanto, precisa quebrar o vínculo do jogador alguns dias antes do fim do empréstimo. Embora a janela de transferências nacionais só abra para novas inscrições em 18 de julho, Bruno Méndez entrará automaticamente no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF quando o vínculo com o Inter terminar. Assim, o contrato com o Timão será reativado sem grandes burocracias.

Como o empréstimo foi feito antes da criação da janela nacional, ainda em julho do ano passado, a CBF entende que não pode punir o clube por uma regra criada posteriormente. A partir das próximas janelas, a tendência é de que os empréstimos acabem junto com as datas de reabertura de inscrições.

INTER NO MERCADO?

Por conta do desfecho negativo, a direção alvirrubra avalia a possibilidade de contratar um zagueiro na janela de transferências. Contudo, a decisão pela busca por um novo defensor será tomada somente após algumas definições no clube, dá conta o portal GZH, na última segunda-feira (20).

Primeiramente, a prioridade agora é manter Vitão. Emprestado até o fim de junho pelo Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, o defensor pretende permanecer em Porto Alegre, mas dependerá de algumas situações relacionadas ao retorno ou não do futebol no Leste Europeu.

Outro fator importante para a chegada ou não de um novo reforço na zaga será o rendimento de Rodrigo Moledo. O planejamento colorado é avaliar o jogador tecnicamente e em termos de condição física em uma sequência de jogos, algo que Moledo não teve após a lesão que o tirou dos gramados por um ano e três meses.

Categorias

Ver todas categorias

Mano deve permanecer em 2023?

Sim

Votar

Não

Votar

173 pessoas já votaram