Texto por Colaborador: Redação 06/07/2024 - 23:55

O GE.com apresentou o potencial que cada time para a rodada #15 do Brasileirão comparando o desempenho nos últimos 60 dias como mandante ou visitante em todas as competições e também nos últimos seis jogos independentemente do mando. Também são consideradas as performances defensiva e ofensiva das equipes no jogo aéreo e no rasteiro. Em parceria com o economista Bruno Imaizumi, são analisados 76.386 finalizações cadastradas pelo Espião Estatístico em 3.135 jogos de Brasileirões desde 2013 que servem de parâmetro para a produtividade atual de cada equipe.

Favorito >> Internacional

  • Difícil imaginar os sentimentos e emoções envolvidos nesta partida, a primeira do Internacional em seu Beira-Rio após as trágicas enchentes que destruíram Porto Alegre. Em toda a temporada, o Inter fez 10 jogos no estádio e não perdeu, foram sete vitórias e três empates (80%), com sete jogos pelo Gaúcho, um pela Sul-Americana (empate) e dois pelo Brasileirão (vitória e empate). O Vasco costuma ter muitas dificuldades quando visitante neste confronto pela Série A. Venceu pela última vez em 2019, e antes disso em 2006 e 2007. Foram 11 confrontos de 2006 para cá, com oito vitórias do Internacional e um empate.
  • Como o Internacional estava sem estádio, mandando seus jogos em outras cidades, claramente se fechou na defesa para se manter competitivo: no consolidado dos mandos, está com a terceira maior resistência defensiva, um gol sofrido a cada 14,1 conclusões contrárias, e média de 10,6 finalizações sofridas por parida, a terceira melhor do Brasileirão: a melhor defesa da competição, nove gols sofridos em 12 jogos (0,75). O Vasco está com a pior defesa do nacional, 25 gols sofridos em 14 partida (1,79). É o terceiro time que mais sofreu finalizações (14,6), com a segunda menor resistência defensiva, um gol sofrido a cada 8,2 conclusões contrárias.
  • Outro jogo em que é de se esperar por gol em troca de passes rasteiros: o Internacional marcou e sofreu seis dos últimos dez gols dessa forma (fez todos os últimos seis gols assim). O Vasco usou bolas rasteiras para marcar sete dos últimos dez gols e sofreu seis dos últimos dez assim.

 

Categorias

Ver todas categorias

Tu gostou da nova camisa titular de 2024?

Sim

Votar

Não

Votar

284 pessoas já votaram