Texto por Colaborador: Redação 08/08/2022 - 10:00

Motivado pelos companheiros, pelo apoio da torcida e pela confiança de seu técnico, Kenji Cabrera fez um grande jogo contra o Internacional em Arequipa.

Como ponta-esquerda, deu trabalho para Bustos, sendo o motor de ataque da equipe inca naquele setor. Enfrentou rivais, driblou, fez passes precisos, foi seu melhor jogo desde que vestiu a camisa do Melgar, conforme a imprensa local.

O atleta sub-20 lamentou, no entanto, que o gol não tivesse sido alcançado. Todavia, ele garante que mais trabalho deve ser feito na definição porque sabe que na revanche, em Porto Alegre, também haverá chances que não devem falhar.

“Acredito que lá, as oportunidades que temos temos de colocá-las. Precisamos trabalhar mais na definição, com isso faremos melhor no Brasil e onde tivermos que jogar”, disse o atacante.

Cabrera garante que o Melgar pode alcançar a classificação. Para isso é preciso vencer no Beira-Rio ou pelo menos empatar com o Inter para forçar uma definição por pênaltis rumo à semifinal da Copa Sul-Americana.

“Fiquei feliz com meu desempenho. Demos tudo, mas o gol não pôde entrar. No Brasil será um jogo difícil, mas nada é impossível para um time como o Melgar. Confio muito neste grupo, jogamos com times muito grandes e sempre encaramos de igual para igual”, disse Cabrera.

Tradução base de larepublica