Texto por Colaborador: Redação 30/12/2021 - 10:00

O vice-presidente de futebol Colorado, Emílio Papaléo Zin, concedeu entrevista à rádio GreNal na manhã desta quinta-feira. O dirigente Vermelho falou sobre a situação de alguns nomes do elenco Alvi-rubro para a temporada de 2022, e respondeu sobre Moisés, Rodrigo Lindoso e Victo Cuesta, que têm renovação de contrato encaminhada. Confira os principais trechos.

DECLARAÇÕES:

Sobre o mercado: "É um fim de ano como todos são nessa época, bem movimentado, o mercado está aberto. Estamos otimistas, estamos trabalhando e esperamos que 2022 seja um ano promissor."

Sobre 2021: "O Miguel Ángel, é bom que se diga, ele era um treinador disputado internamente no mercado aqui. Mas erramos. Errar todo mundo erra, reconhecer, poucos reconhecem."

Sobre a chegada de Diego Aguirre: "Nos entregou exatamente o que nós precisávamos na ocasião. Nós arrancamos muito bem com ele."

"Nós tivemos uma ascendente naquele momento, o Grenal foi uma vitória maravilhosa, muitos disseram que se comemorou como um título e se comemorou mesmo como um título."

"Vencemos, foi um jogo maravilhoso, muito bem jogado. Não foi fácil vencer o Grenal."

Sobre o pós-Grenal: "Houve também essa sensação interna de fim de festa, a nossa missão está cumprida. Houve uma desmotivação involuntária."

"O Diego Aguirre é um sujeito fantástico, acho um bom treinador, mas eu tenho que reconhecer que faltou intensidade no final."

"Estamos trabalhando forte na recomposição de peças. Quero dizer ao torcedor colorado que não se preocupe, que aposte no futuro do Internacional."

Sobre os boatos de Edenilson: "O Edenílson é, na minha opinião, sou suspeito para falar, o melhor jogador do Brasil nessa posição hoje."

"Se vier uma proposta que seja irrecusável e que atenda aos nossos interesses, é muito difícil segurar o jogador."

Sobre renovações: “Nós já estamos definindo a situação do Moisés. Há uma tendência de que fique no Internacional. Na comparação com os melhores laterais esquerdos brasileiros, ele é o segundo ou o terceiro. É um jogador de grupo, que contagia. Há uma negociação com o Bahia que pode envolver outros nomes, que aqui eu não vou adiantar."

"O Lindoso está com a renovação bem encaminhada, assim como o Cuesta."

Sobre Marinho: "Nós precisamos de um atacante pelo lado. Eu acho o Marinho um jogador extremamente interessante, é um bom nome, eu gosto do Marinho."

Sobre a volta de D'Alessandro: "Esse assunto é com o presidente. A minha opinião é que o D'Alessandro tem a contribuir com o Internacional."

Sobre Wesley Moraes: "Eu não descartaria."

“Nós vamos entrar pra ganhar tudo que for possível. Está na hora. Nós temos que dar uma resposta ao torcedor colorado”.

Categorias

Ver todas categorias

Mano deve permanecer em 2023?

Sim

Votar

Não

Votar

911 pessoas já votaram