Texto por Colaborador: Redação 11/05/2024 - 00:54

A avaliação completa dos danos nas estruturas do Inter só será possível após a diminuição do nível das águas. Por enquanto, sabe-se que o CT da base em Alvorada foi o menos afetado, apesar de ter sido atingido pela cheia do Arroio Feijó. Entretanto, já apresenta melhorias.

Em entrevista à GZH, o presidente Alessandro Barcellos compartilhou informações sobre a situação atual.

"Ainda há pouca redução no nível do Guaíba, e há previsão de chuvas intensas no fim de semana. É difícil prever as consequências materiais. Temos funcionários que perderam suas casas e outros estão em situação precária, sem água, luz ou alimentos, ou mesmo isolados. Só nos resta esperar por melhorias. E não há certeza de quando isso ocorrerá. O próximo passo será avaliar os danos e mobilizar esforços para a recuperação."

O CT Parque Gigante foi engolido pelas águas e não reúne condições de qualquer prática no momento. O Inter marcou retorno aos treinos na próxima segunda-feira dia 13, mas com possibilidade de rever a data.

O Beira-Rio também ficou submerso. O clube realizava o ajuste final da troca para a grama de inverno e precisará avaliar as condições do campo do estádio, assim como o Gigantinho.

Categorias

Ver todas categorias

Tu gostou da nova camisa titular de 2024?

Sim

Votar

Não

Votar

186 pessoas já votaram