Texto por Colaborador: Redação 06/06/2022 - 01:48

Confira um compilado com as principais declarações do técnico Mano Menezes após o duelo diante do Bragantino (2x0) deste domingo (5), em partida pela 9° rodada da Série A:

Atuação e vitória:  "Saio muito contente com a resposta que a equipe deu em relação ao jogo anterior (diante do Atlético-GO). Bati muito em cima dessa situação. Não podemos nos desorganizar. O grande mérito da equipe foi exatamente esse. Em momento algum ela se desorganizou para tentar buscar o resultado (...) A gente sabe como foi o jogo. Sabíamos como seria, nos preparamos. Penso que estamos levando a vitória porque entendemos o que fazer."

"Se não existiu erro grave da arbitragem, para mim o resultado é justo. Nós temos que colocar a bola lá na casinha dos caras. Já fizemos jogos melhores e não colocamos a bola lá, nessa série de empates, por exemplo. Então, acho justo por isso. O Bragantino acertou a trave e nós um pouquinho mais pra dentro".

Dois volantes: "Não tive nenhum problema no treinamento da quarta-feira, nem nos outros dias. Tudo que fiz em relação à equipe obedeceu os critérios técnicos. Em função do histórico que o adversário tem em casa, de um início avassalador e forte, a gente necessitava de um jogador a mais no setor de contenção."

Opção por De Pena no banco: "Ele tinha condições de iniciar o jogo. Foi uma escolha minha em função do histórico do adversário. Eles tem um começo avassalador. Necessitávamos de um jogador a mais na contenção. O De Pena é um extrema. Eu que o convidei para ser um volante. Fico feliz que ele tenha esse reconhecimento. Isso é sinal de que acertamos. No Internacional não tem nenhum jogador que só possa ficar no banco e também não tem nenhum jogador que não possa jogar.”

"O De Pena, como vocês sabem, é um extrema. Foi contratado como extrema. Eu o transformei ou convidei para ser um médio, volante. Fico feliz que tenha um reconhecimento externo. É sinal de que acertamos no que queríamos fazer".

Sobre polêmica ocorrida durante a semana: “Não tive muito trabalho para que ficássemos concentrados naquilo que era mais importante. Desde a quarta-feira, quando transferimos o treinamento. O prejuízo ficou mais para o desgate interno (...) É nessa hora, dentro de campo, que o grupo tem a oportunidade de demonstrar união, exatamente como tem que ser nessa dura caminhada que é o futebol."

"Não é pela vitória que vamos mudar nossa avaliação dos fatos. Se tivéssemos perdido o jogo, muitas histórias iriam aumentar, porque é assim que é. Estamos maduros o suficiente pra saber que tudo que fazemos tem consequências".

Categorias

Ver todas categorias

Mano deve permanecer em 2023?

Sim

Votar

Não

Votar

173 pessoas já votaram