Texto por Colaborador: Redação 30/12/2021 - 18:05

Em entrevista na tarde desta sexta-feira ao programa Atualiadades Esportivas, da Rádio Bandeirantes, o presidente do Internacional, Alessandro Barcellos, deixou claro que a direção vermelha está em busca de novos reforços para 2022. Sem negar o interesse em nomes como Marinho, Nikão e Wesley, o mandatário máximo vermelho comentou sobre o suposto interesse do Galo em Edenílson, entre outros assuntos. Confira suas principais declarações:

Sobre anunciar contratações antes de 2022: “Não tem uma data específica. Elas podem acontecer hoje, podem acontecer amanhã, podem acontecer em meio ao feriado"

Interesse em Marinho, Nikão e Wesley: "São nomes que estão no mercado, nomes que o SCI monitora, mas a gente de praxe só tem mantido a confirmação daqueles nomes que tem algo confirmado, firmado, para que isso não sirva nem de falsas expectativas e nem tão pouco que possa não ajudar na negociação (...) São tratativas e sondagens de nossa equipe, que procura sempre trabalhar em silêncio, mas as vezes por mérito de vocês e por terceiros interessados ficam sabendo. A gente não tem como falar em que estágio está, mas de fato é que não existe nada firmado. Estamos trabalhando para que até o dia 10 ou 11 de Janeiro possam anunciar esses reforços".

Busca por um técnico até anunciar Medina: “Não acho que houve demora. Acho que esse assunto tá resolvido, ficou claro para o torcedor que nós trabalhamos em silêncio, a favor do clube.”

Elenco para 2022: “Nossa ideia de reformulação existe, mas ela é diferente talvez do tempo e da forma que alguns imaginam. Nós temos que trabalhar com as saídas de maneira inteligente (...) Equilíbrio (de gerções) é o que a gente busca.”

Edenilson: “É um jogador que tá muito bem no Internacional e que vem crescendo, inclusive. Existe um contrato, é isso que existe. Edenilson sempre foi muito profissional quanto a isso. O restante são especulações. A gente tem conversado sempre com o Edenilson, assim como os outros. Sempre há uma palavra de apoio, motivação e responsabilidade no início de cada trabalho.”

Porque Medina não será um novo Miguel Angel Ramirez: “Por várias razões. Primeiro porque o Medina tem uma forma de trabalhar muito mais próxima do que o que a gente já experimentou aqui no Internacional.”

Ainda em entrevista a Rádio Gaúcha, Barcellos comentou sobre a renovação de Moisés:  "O Inter já teve, ao longo da sua história, inúmeros jogadores que deram a volta por cima. Temos de ter muito cuidado ao fazer futebol. Nós temos preocupação com os ativos do clube. O Moisés foi titular durante a temporada e os números dele não podem ser desconsiderados. Temos dois jovens jogadores no grupo que têm muita capacidade, mas ainda precisam ser trabalhados para assumir essa responsabilidade. Não vai ser o Moisés que irá brecá-los".

Categorias

Ver todas categorias

Mano deve permanecer em 2023?

Sim

Votar

Não

Votar

910 pessoas já votaram