Texto por Colaborador: Redação 06/11/2022 - 00:00

Diante do atual vice-campeão da Libertadores, o Inter não teve vida fácil no Beira-Rio, mas conquistou, no embalo de grande exibição no segundo tempo, três importantes pontos nesta noite de sábado (05/11). Com gols de Pedro Henrique e Mauricio, o Colorado bateu o Athletico-PR por 2 a 0, chegou aos 67 pontos e manteve a vice-liderança do Brasileirão. Após o confronto, alguns jogadores falaram ao PFC e às Rádios (GreNal e Guaíba) na zona mista, confira os principais momentos:

PH 

"A persistência, a cobrança do professor, foi o alicerce para chegar até esse momento na temporada, na segunda colocação. A gente trabalhou muito por isso e sabe que tem dois jogos importantes ainda, mas hoje foi mais uma vez na base da paciência, da entrega. Agradecer ao torcedor que veio sábado tarde da noite. Estamos muito felizes pelo resultado (...) É verdade, não tinha parado para pensar. Outubro passei em branco, mas acredito que pude de alguma maneira contribuir com minha equipe. O gol é só um detalhe, dividimos o posto de protagonista em muitos momentos da temporada, todos foram importantes. Hoje ela sobrou para mim, tive um pouquinho de sorte, e a gente conseguiu tira essa zica".

Sobre Alemão: "Acho que só falta o detalhe do gol. Ele vem fazendo um trabalho sujo muito grande, vem segurando muito a defesa dos adversários. Não vem sendo o protagonista de fazer o gol, mas está nos ajudando muito."

Disputa com Wanderson: "Quem sai ganhando com isso é o Internacional. Não só eu, como Wanderson, como todos os jogadores que trabalharam essa temporada, tem condições de ser titular. Tô muito feliz de poder ter essa disputa sadia. Wanderson é um grande jogador".

Rlação com a torcida: "A gente quer o torcedor próximo da gente. E só vamos conseguir ter ele próximo da gente, ganhando as partidas, como fizemos hoje."

DE PENA

"A gente assegurou a vaga direta na Libertadores, mas acho muito importante terminar na segunda posição. Primeiro, pela premiação. Segundo, por respeito para nós e para o torcedor. Cada jogo é importante. A gente não está de férias (...) Acho que o time tá bem. O ano não começou da melhor maneira. Futebol muda muito. Acho que o time encaixou. Estamos conseguindo pontos importantes. Claro que, no ano que vem, vamos precisar de todos e também acho que gente para reforçar a equipe".

Dupla com Johnny: "Gosto de jogar com Johnny. Agora que Gabriel não está, a gente tem que fazer uma função um pouco mais defensiva, porque perdemos nosso primeiro volante. Claro que nenhum de nós dois é primeiro volante, mas estamos tentando ajudar o time na defesa".

Motivação: "Acho muito importante finalizar na segunda colocação. Pela questão econômica, mas também pelo respeito para nós e pro nosso torcedor. Vamos pros dois últimos dois jogos, para terminar, se Deus quiser, na segunda posição."

Vitão: "Ele conseguiu muita experiência no Shakhtar, jogou muitos jogos na Europa. Enfrentei ele na Ucrânia. É um zagueiro que, por mais que tenha 22 anos, parece que tá no futebol há muito tempo. É rápido, se posiciona bem. Pra mim, é um privilégio jogar com ele. Tomara que siga aqui no Inter por muitos anos".

JOHNNY

"Jogo muito importante. Sabíamos da dificuldade, não é toa que foram vice-campeões da Libertadores."

Condição: "Estou me sentindo muito bem. Foi só cansaço mesmo. Também por conta do pouco tempo de recuperação da partida contra o América."

Expectativa por convocação para Copa do Mundo: "A lista oficial sai dia 9. Estou na pré-lista. Tento me mantar o mais tranquilo possível. Minha cabeça é aqui no Inter. Se vier, é consequência de um trabalho que eu venho fazendo aqui junto com a equipe. A lista oficial sai dia 9. Eu tô na pré-lista".

Categorias

Ver todas categorias

Alemão demonstrou capacidade suficiente para ser o n°9 titular em 2023?

Sim

Votar

Não

Votar

203 pessoas já votaram