Texto por Colaborador: Redação 27/03/2024 - 01:47

Após a derrota nos pênaltis para o Juventude na semifinal do Gauchão, o clima esquentou no vestiário do Internacional. Segundo relatos do jornalista Vagner Martins, as cobranças foram intensas, com foco em dois principais alvos: Robert Renan, autor de uma cobrança de pênalti frustrada, e Mauricio, expulso durante o jogo.

As críticas foram diretas e até mesmo acaloradas, envolvendo momentos de tensão que quase resultaram em confronto físico, embora os envolvidos nesse aspecto não tenham sido mencionados. “Quando o presidente diz que não vai passar pano, é porque algo forte houve no vestiário. E as informações dão conta de que, sim, teve muita cobrança especialmente para cima de Robert Renan e Mauricio. Vai ser uma cobrança permanente. Mas dentro do vestiário teve olho no olho e quase teve vias de fato”, relatou Martins em vídeo no YouTube.

Lideranças do elenco, como Sergio Rochet e Alan Patrick foram incisivos nos bastidores. O clima foi tenso e de muita cobrança entre os jogadores, tendo boa parte do vestiário cabisbaixo e abatido. O uruguaio, que retornou de lesão justamente no confronto contra o Juventude, estava entre os mais indignados com a eliminação vexatória em pleno Beira-Rio.

Nos bastidores, Barcellos e Magrão teriam cobrado muito os jogadores no vestiário após a partida, principalmente pelos investimentos do SCI para a temporada. Para integrantes da diretoria, era obrigação se classificar diante do Juventude, que possui uma folha salarial mais baixa em comparação a do Colorado. De acordo com fontes internas do clube, todos foram cobrados pelos dirigentes, não apenas aos camisas 27 e 4. Por fim, o departamento de Futebol se reuniu até as 3 da madrugada daquela noite, analisando todos os processos junto aos jogadores, sobretudo os procedimentos pré-jogos: a falta de empenho e seriedade foram nítidos.

A queda no Gauchão também provocou uma mudança de planos para o restante da temporada. A Copa Sul-Americana passa a ter maior destaque, com o clube implementando cinco medidas para evitar mais deslizes. A primeira delas é a restrição do acesso à imprensa ao CT Parque Gigante, permitindo um tempo exclusivo para uma reunião com o grupo de jogadores, cita o GZH.

Além disso, os dirigentes, a comissão técnica e os jogadores devem se reunir novamente, buscando entender os motivos da performance abaixo do esperado. Não está prevista a aplicação de multas a Mauricio e Robert Renan, visto que juridicamente não há base para isso, mas serão feitos aconselhamentos para que aprendam com os erros.

O foco também está na recuperação física dos jogadores, especialmente Enner Valencia e Lucas Alario, que enfrentam questões de condicionamento. Ambos serão reavaliados para o confronto contra o Belgrano, na estreia da Sul-Americana, onde o time poderá ter mudanças na formação, com a possível entrada de Borré, Fernando, Thiago Maia e Bernabei.

A estratégia inicial de priorizar o Brasileirão e a Copa do Brasil é revisada após a eliminação no Gauchão, com a Sul-Americana ganhando importância imediata. O Inter deverá manter um time titular forte nas primeiras rodadas da competição continental, mesmo diante da inesperada queda no Estadual.

Categorias

Ver todas categorias

Tu gostou da nova camisa titular de 2024?

Sim

Votar

Não

Votar

130 pessoas já votaram