Texto por Colaborador: Redação 19/09/2023 - 04:53

Em entrevista dada na segunda ao podcast do Globoesporte.com, o presidente Alessandro Barcellos falou sobre diversos assuntos em relação ao SCI. Admitindo dificuldades do clube em produzir e vender grandes talentos formados no Beira-Rio, o mandatário máximo projetou o final do mês com decisão, sempre pensando no foco total do clube, que é a Libertadores. Confira alguns dos principais trechos:

Planejamento contra o Athletico: “É uma decisão conjunta, com tempo de planejamento. Não se decide na semana do jogo. Os resultados impactam na tomada de decisão. A comissão técnica está preocupada em ter atletas em condições de atuar em todos os jogos. Coudet está trabalhando com isso, com a possiblidade de ter a melhor equipe para enfrentar o Athletico-PR, mas preocupado também com o retorno de jogadores sem ritmo e que podem não estar 100% para iniciar uma partida no gramado sintético”.

Semifinais da Libertadores: “O Fluminense tem uma vantagem que é o trabalho consolidado há mais tempo, com a mesma comissão técnica, com jogadores acostumados a executar o modelo. Isso fez o Diniz ser escolhido para ser treinador da Seleção Brasileira. Tudo traz ao Fluminense uma situação melhor. Mas não quer dizer que não podemos enfrentar isso. O que temos é uma margem de evolução”.

Formação de jogadores: “Acho que a gente nunca está satisfeito. A gente quer e pode dar mais. A história do Inter é de formação de jogadores. Não sei quando foi a última grande venda da base. Acho que a gente precisa reformular muita coisa para que a gente tenha um conceito, de novo, de um clube realmente formador. E que se preocupe em entregar jogadores ao profissional. Temos tido conquistas na base durante esta gestão, mas, efetivamente, estamos entregando abaixo do que poderíamos entregar no profissional”.

Possível reeleição? “Não vou criar uma terceira pauta para não esvaziar as outras duas que são mais importantes. Precisamos estar na parte de cima da tabela e lutar pela Libertadores. Todos temos que estar juntos e todos temos que trabalhar para o Inter ser campeão. Existem as datas de inscrições de chapa, depois de votação e todo esse calendário será respeitado".

Dificuldades financeiras do clube na montagem do elenco: "Esse processo vem acontecendo com planejamento de recuperação e sustentação financeira do clube, e isso é muito dificil de fazer sem sofrer, você sofre, foi assim que o Flamengo sofreu no início da sua retomada, o Flamengo era um clube tinha uma dívida de mais de um bilhão, mas o que aconteceu ali? Foram anos difíceis onde mais de uma e duas gestões passaram com ambiente desportivo de muita cobrança, de falta de resultado, mas de organização de um clube que deu condições no futuro... mas podemos usar o exemplo contrário, quem gastou com muita sede e tentou ganhar muita coisa, gastou o que não tinha, e muito rapidamente destruiu um clube. Então são formas, são dificuldades que são inerentes. Os reforços de 2023 só foi possível porque no início do ano não era possível. Então é uma ordem e um cronograma que foi possível fazer até aqui".

Categorias

Ver todas categorias

Tu gostou da nova camisa alternativa?

Sim

Votar

Não

Votar

68 pessoas já votaram