Texto por Colaborador: Redação 17/06/2024 - 00:00

As receitas dos 20 clubes da Série A do Brasileirão somaram R$ 8,8 bilhões em 2023, um recorde histórico e um aumento de 22% em relação ao ano anterior. Esses dados são do Relatório Convocados, produzido pela Consultoria Convocados em parceria com a Galapagos Capital e a Outfield.

O estudo revela quais são os clubes mais ricos do futebol brasileiro, detalhando as receitas brutas e recorrentes geradas no ano passado. No cálculo também publicado pelo LANCE, o levantamento considera tudo que é "operacional", ou seja, tudo que foi gerado no dia a dia do clube. Receitas oriundas da venda dos 20% dos direitos comerciais futuros dos clubes que integram a LFU, portanto, não foram incluídas.

  1. Flamengo: R$ 1,348 bilhão
  2. Corinthians: R$ 932 milhões
  3. Palmeiras: R$ 829 milhões
  4. São Paulo: R$ 681 milhões
  5. Red Bull Bragantino: R$ 488 milhões
  6. Fluminense: R$ 481 milhões
  7. Atlético-MG: R$ 446 milhões
  8. Grêmio: R$ 431 milhões
  9. Athletico-PR: R$ 417 milhões
  10. Santos: R$ 407 milhões
  11. Inter: R$ 405 milhões
  12. Botafogo: R$ 355 milhões
  13. Vasco: R$ 336 milhões
  14. Fortaleza: R$ 259 milhões
  15. Cruzeiro: R$ 243 milhões

Neste cálculo, o levantamento exclui as receitas com "Negociação de Atletas", pois trata-se de uma receita muito errática e não garantida.

  1. Flamengo: R$ 1,07 bilhão
  2. Corinthians: R$ 750 milhões
  3. Palmeiras: R$ 642 milhões
  4. São Paulo: R$ 560 milhões
  5. Red Bull Bragantino: R$ 468 milhões
  6. Fluminense: R$ 465 milhões
  7. Grêmio: R$ 382 milhões
  8. Inter: R$ 346 milhões
  9. Atlético-MG: R$ 334 milhões
  10. Botafogo: R$ 305 milhões
  11. Athletico-PR: R$ 265 milhões
  12. Santos: R$ 251 milhões
  13. Vasco: R$ 239 milhões
  14. Fortaleza: R$ 224 milhões
  15. Cruzeiro: R$ 223 milhões

Categorias

Ver todas categorias

Tu gostou da nova camisa titular de 2024?

Sim

Votar

Não

Votar

284 pessoas já votaram