Texto por Colaborador: Redação 16/06/2024 - 20:37

Confira um compilado com as principais declarações do técnico Eduardo Coudet após o duelo diante do Vitória (1x2) de domingo (16), em partida pela 9° rodada do Campeonato Brasileiro 2024:

Resultado e atuação: "Um primeiro tempo muito ruim, um dos piores que jogamos. Não é desculpa. Temos de melhor, dar mais ritmo a quem joga menos. E só se pega jogando. Não quero ser pessimista, mas cada vez vai ficar mais difícil. Somente ao meio-dia soube quem eu poderia escalar. Fernando e Bruno têm idade. Alario não ia iniciar, mas Lucca sentiu a lesão. Não tinha atacante para escalar... O segundo muito melhor. Não pude olhar a jogada (pênalti), depois vou ver. Falei antes do jogo que teríamos dificuldades, com jogadores que não iriam poder começar de novo, após ouvir o departamento médico. Temos jogadores com falta de ritmo, sem 100% de condições, mas temos necessidades. Não é sempre uma decisão esportiva".

"Tivemos sete trocas do último jogo para esse. É muito. Não queria fazer isso. Repartir o time. Hoje até quem estava no banco estava desgastado (...) Estou contando quais são as dificuldades que temos. Alario não iria iniciar, mas Lucca sentiu uma lesão. Não temos outro atacante para colocar. É ideal o contexto? Não, mas é o que tivemos para essa situação. Volto a dizer, não é como se eu quisesse fazer sete trocas. É o ideal para o treinador? Não. Ideal para o time? Não. Mas era o necessário a ser feito.... Sigo achando que vamos brigar".

Próxima rodada: "Teremos que olhar quem estará disponível. Muito curto o período entre este jogo e o próximo. Vamos chegar por volta das 4h, tentar recuperar de tarde e depois viajar para Florianópolis. Sigo acreditando que podemos ganhar jogos e obviamente o time estaria mais entrosado se não tivéssemos feito as sete trocas. Vamos preparar da melhor maneira o jogo de quarta, buscando ganhar com sempre, mesmo sabendo que temos um rival duro como o Corinthians pela frente."

Categorias

Ver todas categorias

Tu gostou da nova camisa titular de 2024?

Sim

Votar

Não

Votar

284 pessoas já votaram