Texto por Colaborador: Redação 12/02/2024 - 00:37

O técnico Eduardo Coudet expressou arrependimento por sua conduta durante o tumulto que culminou em sua expulsão ao lado de China Balbino, do São José. Os ânimos exaltados levaram o treinador Colorado e o rival a uma acalorada discussão no campo durante o primeiro tempo da partida. Com o vermelho, ele não estará no banco de reservas na próxima partida diante do Brasil-Pel no Beira-Rio. 

DECLARAÇÕES:

Sobre a confusão: "Pedir desculpas por perder a razão, por reclamar na frente do banco do rival, me excedi. No momento senti que foi uma jogada muito feia, não para o Inter e sim para o futebol. Quase tomamos gol no lance. Pedi desculpas ao treinador rival, eu não costumo ser desrespeitoso, muito menos com o juiz. É o primeiro cartão vermelho que tomo desde que estou no Brasil. Espero que a Federação (FGF) considere o antecedente se for julgar".

Sobre o jogo: "É muito difícil um bom espetáculo aqui, com muita segunda bola. Quando falo com os jogadores, eles dizem que nunca podem pegar bem na bola. Não é que coloquemos condições ao rival, mas ao espetáculo fica difícil ver aqui um jogo bom. Não gosto de jogar no gramado sintético, vocês sabem. Imagina este".

Sobre Thauan Lara: "Eu como o lider do grupo tento melhorar e educar os jogadores. Tudo que não é feito certo, torna-se uma falta de respeito com o grupo. Não falo apenas do Thauan. Acontece sempre. Temos a obrigação de ajudar."

Sobre Gabriel: "A todo instante, falam que jogadores vão sair. Tento comandar o grupo da melhor maneira. Não falo só de Gabriel. Meu desejo é que eles decidam o que é melhor para eles. Todos vão ganhar minutagem."

Categorias

Ver todas categorias

Você está otimista para a temporada 2024 do Inter?

Sim

Votar

Não

Votar

232 pessoas já votaram