Texto por Colaborador: Redação 11/02/2024 - 21:30

Precisando vencer o São José e o péssimo gramado sintético no Passo d'Areia, Eduado Coudet encerrou a 7° rodada neste domingo (11) com uma formação quase que completamente reserva, com exceção de Bustos, Vitão e Robert Renan. Dentro de campo, duas etapas de futebol horroroso presenciaram um lapso de gol vermelho para significar um triunfo importante ao Clube do Povo, que retomou a liderança no Gauchão graças ao critério de saldo de gols (+1) frente o maior rival, Grêmio.

O primeiro tempo foi terrível em todos os sentidos, com o Internacional ficando abaixo do próprio Zequinha. Sem praticamente finalizar ou criar uma mísera jogada ofensiva, foram os donos da casa incomodaram mais a defesa alvirrubra, ainda que com quase nenhum grande perigo, com exceção de um disparo após saída do gol de Anthoni. Nesse ritmo sonolento, 5 disparos do SJ contra 3 do SCI traduzem uma etapa inicial para se esquecer...

Na volta dos vestiários, o cenário do confronto se manteve quase idêntico, de pouco futebol, muita discussão, mas com um lance que mudaria o panorama para o Rolo Compressor. Mesmo vendo o São José quase abrir o placar em falha na bola aérea de Vitão, um lance esporádico do Zequinha - ao cometer uma mão dentro da área de maneira amadora - abriu as brechas para o Inter tirar o zero do placar, em boa batida de Carlos de Pena. Depois do gol, Chacho mudou algumas peças e viu Luiz Adriano entrar e ser expulso na parte final. Mesmo não chegado mais ao ataque, o São José ameaçaria em dois momentos, mas demonstrando muito pouco para superar uma organizada defesa interista. No total, 10 disparos contra 9 dos colorados em confronto que, tirando o resultado, não há mais nada de positivo para se comentar.  

Agora o Saci enfrentará  Brasil de Pelotas, no Gigante, às 21h30 da próxima quarta-feira (14).

LANCES DO JOGO 

DESTAQUE POSITIVO: GUSTAVO PRADO

FICOU DEVENDO: THAUAN LARA E LUIZ ADRIANO

FICHA TÉCNICA & CURIOSIDADES

Categorias

Ver todas categorias

Tu gostou da nova camisa titular de 2024?

Sim

Votar

Não

Votar

218 pessoas já votaram