Texto por Colaborador: Redação 08/07/2024 - 16:40

Antes do jogo contra o Vasco no Beira-Rio, alguns jogadores, incluindo Hyoran, foram vaiados ao terem suas escalações anunciadas no telão. Após o jogo, o meio-campista admitiu a pressão das arquibancadas. Com um gol e duas assistências em 18 jogos, ele busca uma recuperação no Brasileirão e segue focado na Copa do Brasil e Sul-Americana. Confira os principais trechos.

DECLARAÇÕES: (Via GZH)

"Claro que chateia. Ninguém gosta de ser vaiado, todo mundo gosta de ser aplaudido. Mas, isso faz parte do futebol e a gente busca não deixar isso afetar. O Hyoran que foi contratado não foi por causa deste futebol que está tendo agora. Tenho consciência disso, sei que posso e devo melhorar. Venho buscando isso no dia a dia. As vaias não ajudam em nada, não agregam, mas é normal no futebol".

"A gente está convicto sobre o nosso trabalho. Sabemos que o resultado não foi o ideal, mas estamos buscando melhorar. O torcedor é apaixonado, não vai abandonar o clube em um momento importante. Estamos voltando para a casa, passamos por momentos de muita dificuldade. Não só nós, mas todo o Estado, e não podemos esquecer do que passamos. Os resultados não vieram, mas saio com o sentimento de que as coisas vão engrenar. Jogar aqui (no Beira-Rio) é diferente. A gente sente a adrenalina e é totalmente diferente de mandar um jogo em outro lugar. Então, acredito que, com o apoio da torcida, a gente pode fazer um grande jogo na quarta-feira e começar a engrenar para ter um bom ano ainda".

Categorias

Ver todas categorias

Tu gostou da nova camisa titular de 2024?

Sim

Votar

Não

Votar

284 pessoas já votaram