Texto por Colaborador: Redação 30/06/2024 - 00:00

Após uma campanha um tanto quanto apressada de difamação e cancelamento contra o ex-intérprete do mascote colorado, o Saci, a justiça, todavia, arquivou o processo.

A pedido do Ministério Público (MP), o Juizado do Torcedor e Grandes Eventos do Tribunal de Justiça arquivou o processo contra o profissional que atuava como mascote no Beira-Rio, acusado de importunação sexual contra uma repórter e uma torcedora durante um jogo em fevereiro. Segundo o MP, "não houve dolo para o crime, que seria a existência de lascívia sexual".

O ex-funcionário que interpretava o Saci, demitido pelo clube, será agora processado por conduta inconveniente, uma contravenção penal. 

A acusação ocorreu durante o clássico Gre-Nal do Gauchão no Beira-Rio. Na ocasião, a Justiça concedeu uma medida protetiva à repórter que denunciou o caso nas redes sociais. O Inter colaborou com as investigações fornecendo as imagens internas do estádio para a polícia.

Categorias

Ver todas categorias

Tu gostou da nova camisa titular de 2024?

Sim

Votar

Não

Votar

284 pessoas já votaram