Texto por Colaborador: Redação 31/05/2024 - 02:24

Entre os 20 clubes que compõem a Série A do Campeonato Brasileiro, somente os oito integrantes da Libra têm contrato de transmissão firmado com a TV Globo a partir de 2025. A falta de um acordo com os outros clubes ameaça o modelo de negócios do Premiere.

Atualmente, o PFC, da Globo, oferece 361 partidas do campeonato, com cerca de metade delas sendo exclusivas — geralmente cinco por rodada. Se o cenário atual se mantiver em 2025, o Premiere só poderá garantir um jogo exclusivo a cada duas rodadas, dependendo do cruzamento dos times e dos mandantes. Essa situação decorre da Lei do Mandante, sancionada em 2021, que estipula que o direito de transmissão pertence à emissora que tem contrato com o time local.

Os clubes da Libra com contrato com a Globo são: Atlético, Bahia, Flamengo, Grêmio, Vitória, Palmeiras, Red Bull Bragantino e São Paulo. Por outro lado, 11 clubes formam a Liga Forte União (LFU) e ainda não fecharam acordo de TV, enquanto o Corinthians negocia de forma independente.

A redução no número de partidas disponíveis no Premiere impactaria significativamente as receitas dos clubes, provenientes dos assinantes do canal. Em 2023, com todos os 20 clubes no serviço, a plataforma gerou R$ 840 milhões, dos quais R$ 302 milhões foram repassados aos clubes. Com menos clubes, essa arrecadação certamente cairia.

O acordo entre Globo e Libra, que abrange o período de 2025 a 2029, inclui direitos de transmissão em TV aberta e fechada, prevendo um pagamento anual de R$ 1,2 bilhão, totalizando R$ 6 bilhões ao longo dos cinco anos. Além desses valores, há um repasse adicional baseado no faturamento do Premiere, cuja quantia exata não foi especificada no contrato. A emissora confirmou ao portal O Tempo (via Folhapress) que está em negociações para "adquirir direitos adicionais junto à Libra".

A Liga Forte União, composta por clubes como Atlético-GO, Athletico-PR, Criciúma, Cruzeiro, Cuiabá, Juventude, Fluminense, Fortaleza, Botafogo, Internacional e Vasco, tem suas negociações intermediadas pela Livemode. Diferentemente da Libra, a LFU pretende criar pacotes de jogos para oferecer a diversas emissoras e plataformas de "streaming", buscando maximizar as receitas dos jogos dos clubes mandantes, enfatizando ainda que o "pay-per-view" é uma das opções consideradas para maximizar as receitas, junto a outras alternativas.

Além dos direitos para o Premiere, a Globo também manifestou interesse nas transmissões para a TV aberta, concorrendo com Record e SBT. O pacote de TV aberta inclui 38 jogos por edição do campeonato, ou seja, um jogo por rodada.

Devido a questões de confidencialidade, a LFU não forneceu detalhes sobre suas negociações, mas afirmou que as tratativas estão em diferentes estágios de desenvolvimento.

Categorias

Ver todas categorias

Tu gostou da nova camisa titular de 2024?

Sim

Votar

Não

Votar

218 pessoas já votaram