Texto por Colaborador: Redação 16/06/2024 - 18:00

Uma escalação esdrúxula de Eduardo Coudet indicava o que se tornaria a tarde deste domingo em Salvador, frente o Vitória, pela 9° rodada. Com opções altamente questionáveis - como Matheus Dias, Hyoran, além de Robert Renan e Mallo nas alas - uma equipe completamente desentrosada e sem nenhuma atributo futebolístico, que optando por uma estratégia equivocada, seria presa fácil aos baianos nos 45 iniciais. Depois de uma etapa inicial abaixo da crítica, o lema "escala mal e mexe bem" despiorou a equipe, que aos trancos e barrancos achou o empate em lance magistral de Gabriel Carvalho, estreando com 16 anos. Restando poucos minutos para o fim, quando necessitava apenas segurar o adversário, nenhuma posse de bola ou controle por parte dos gaúchos resultou em ataques seguidos do Vitória, que encontraria um pênalti em jogada confusa dentro da área. Derrota merecida pela desastrada série de escolhas do treinador argentino. O Inter segue sendo batido pelo clube nordestino, que somou seu primeiro triunfo no certame. Revoltante é pouco. 

A etapa final foi um zero absoluto por parte dos colorados. Sem nenhuma jogada articulada, com laterais defensivos, o SCI era uma caricatura de time, e ainda tentava sair jogando e com linhas altas, facilitando o trabalho baiano. Assim o Vitória aproveitou uma rara chance em erro do Inter na saída de bola e estufou as redes em chute certeiro de Willian Oliveira, aos sete minutos. A partida seguiu morna após o gol, com muitas divididas no centro do campo e marcação forte dos dois lados. Aos 18, porém, em nova trama do Rubro-Negro, desta vez pela direita, saiu o segundo gol, marcado por Alerrandro, mas anulado pelo VAR. A equipe da casa ainda ameaçou em tentativas de Matheusinho e do próprio Alerrandro. A blitz acordou o Colorado, que se soltou no jogo e aproveitou a queda de ritmo do Vitória para criar volume na reta final e levar perigo ao gol de Lucas Arcanjo.

Em busca do empate, o Inter começou a segunda etapa no abafa e levou perigo, principalmente em jogadas pela direita após as entradas de Bruno Henrique, Wesley e Bustos, que deram um gás para a equipe. Ao mesmo tempo, o Colorado ofereceu alguns espaços para o Vitória, que chegou com perigo em chance finalizada por Osvaldo, na marca do pênalti, e defendida por Fabrício. O Inter, porém, continuou em cima e nem a marcação dobrada do Vitória evitou a boa jogada de Wesley pela direita, que quase acaba em bola na rede. E foi justamente dele o gol de empate do Colorado, em contra-ataque fulminante aos 36 minutos, após erro de Matheusinho no meio-campo. Mas o Vitória foi pra cima e garantiu os três pontos após Wagner Leonardo converter pênalti sofrido por Willian Oliveira, no último lance do jogo.

Agora, o Saci recebe o Corinthians como mandante em Florianópolis, na próxima quarta-feira, às 21h30.

LANCES DO JOGO 

DESTAQUE POSITIVO: GABRIEL CARVALHO

FICOU DEVENDO: COUDET

FICHA TÉCNICA & CURIOSIDADES

Categorias

Ver todas categorias

Tu gostou da nova camisa titular de 2024?

Sim

Votar

Não

Votar

284 pessoas já votaram