Texto por Colaborador: Redação 24/07/2022 - 18:55

Confira um compilado com as principais declarações do técnico Mano Menezes após o duelo diante do Palmeiras (2x1) deste domingo (24), em partida pela 19° rodada do Brasileirão:

Atuação e derrota: "Fizemos dois tempos bem distintos, não marcamos, não jogamos. Por não marcarmos não tivemos a bola e na segunda etapa com as alterações voltamos mais equilibrados, jogamos muito melhor, criamos muita dificuldade ao Palmeiras (...) Infelizmente no final tomamos o gol do 2 a 1. O que nos deixa chateados pelo que apresentamos na segunda etapa. Mas vale o amadurecimento...".

“A zaga não ficou só olhando a jogada do segundo gol, não. O Palmeiras teve méritos na jogada. Estávamos bem no jogo, mas não poderíamos ter deixado a bola sair do lado tão facilmente (...) O Palmeiras tem um padrão de jogo muito bem treinado e bem executado. A bola ter chegado no Scarpa com tanta liberdade não pode acontecer (...) A gente tinha um pouco de preocupação com isso, neutralizar isso. Nada funcionou, e todas as criticas serão justas. Quando as coisas são assim temos que absorver as críticas."

Campanha do 1°turno: “Nosso objetivo no primeiro turno era estar entre os primeiros colocados, e vamos continuar trabalhando pra isso. Não estamos mais perto do líder é porque o líder foi muito bem. Se compararmos com o líder, que a dois anos vem sendo o melhor time da américa...".

Entrada de Alemão: "O Alemão é o titular. Ele só esteve fora hoje no primeiro tempo. Não temos a condição de termos somente 11 titulares, precisamos da variação."

Programação com Série A e Sul-Americana: "Temos uma boa distância entre as partidas e vamos obedecer tudo que estamos seguindo até agora. Nós temos que chegar muito fortes para o jogo contra o Melgar. Já demos uma chance pro nosso adversário no primeiro jogo contra o Colo-Colo, e isso não vai se repetir.”

Reforços: “É óbvio que nós queremos jogadores das posições que nós perdemos. Precisamos ter essas reposições para a sequência da temporada.”

Categorias

Ver todas categorias

Mano deve permanecer em 2023?

Sim

Votar

Não

Votar

912 pessoas já votaram