Texto por Colaborador: Redação 21/07/2022 - 05:03

Confira um compilado com as principais declarações do técnico Mano Menezes após o duelo diante do São Paulo (3x3) desta quarta-feira (20), em partida pela 18° rodada do Brasileirão:

Empate e atuação: "Achei um grande jogo. 3 a 3 é um jogo bom. Nós, treinadores, sempre somos mais rigorosos com a análises. Fico chateado por estarmos 3 vezes com a vantagem e deixamos escapar. Foi um grande jogo. Saio um pouco chateado porque tivemos a vantagem por três vezes. Quando se tem a vantagem, tem de aproveitar e ser maduro. Deixamos escapar a vitória que estávamos construindo. A gente tem que reconhecer que o adversário teve qualidade, tem um trabalho de quase dois anos. Aí, você vê, na ideia de trabalho, uma coisa mais bem formatada já".

“A gente deixou escapar por 3 vezes a vitória que começávamos a construir. O São Paulo nos criou muitas dificuldades para marca-los e saímos com um sentimento de que perdemos dois pontos (...) Perdemos campo no 2º tempo. Não estamos treinados suficiente para jogar com alas. Se tivesse mais tempo de treino, poderíamos ter sido mais incisivos. Mas foi a maneira que encontrei para tentar solucionar (...) Os gols, apesar de serem pelo mesmo lado, foram por motivos diferentes. Luciano é um jogador inteligente. Saiu da linha defensiva e nem precisou saltar para fazer o gol. Chegamos a fazer o 4º gol. É discutível a linha. Já foi a nosso favor. Lance muito justo. Deveria ser pró-gol”.

"Às vezes, a gente peca um pouquinho por não conseguir dar continuidade em uma jogada um pouco óbvia e aí sofremos um pouquinho. Mas também temos que ter um pouco de paciência. Todo mundo erra e todo mundo acerta (...) O jogo foi desgastante. Nós temos jogado muito no nosso limite. Por isso é importante que todos os jogadores voltem. Quando a gente se refere ao grupo estar curto no momento, é sobre terminar um jogo grande como esse.”

"Eu não vou cobrar tanto a parte ofensiva, mas internamente, vamos cobrar mais da parte defensiva, visto o que foi o jogo de hoje".

Ataque com PH e Wanderson: “Wanderson e PH juntos é uma possiblidade. Existem times no Brasil que jogam assim. O Palmeiras joga assim, sem um 9. A gente pode fazer algo semelhante com Pedro Henrique. Mas achei que Alemão fez um bom jogo.”

Desempenho em casa um pouco aquém?:  "Saber analisar é muito importante. Empatamos jogos em casa jogando bem. Teve contra o Avaí, contra o Corinthians. Hoje (quarta-feira, 20) foi justo o empate pelo que as equipes produziram. O empate, às vezes, faz parte da trajetória".

Sequência visando o duelo pela Sul-Americana:  "Os reflexos dos jogos vai refletir positivamente na Sul-Americana. O nível dos adversários certamente vai nos deixar mais preparados para enfrentar o Melgar. Isso faz a equipe crescer. A exigência é maior. Quando você enfrenta adversários deste nível, você tem de saber conviver com isso. Quando o resultado não vem, você bate cabeça e comete equívocos. Isso não pode acontecer. Temos de aprender com essas situações".

Johnny mais ofensivo? “Sou especialista em bons volantes: Johnny tem ambição de entrar na área. As vezes, resolve um jogo. Poderia ter resolvido em Curitiba e hoje. Esse jogador serve pra gente”.

Sequência com Palmeiras e Galo: “Vamos fazer um grande jogo diante do Palmeiras. Brasileirão é uma sucessão de jogos difíceis. Vamos ambicionar a vitória”.

Busca por um 9: “Essa conversa do centroavante já está bem clara. Não precisamos falar mais. Estávamos precisando, mesmo com Wesley.”

Opções na lateral:  "Se Heitor sair, nós temos que repor com um segundo jogador da posição. Eu diria imediatamente. Poderíamos recorrer à base, mas, na avaliação que fizemos, o lateral direito da base é recém chegado ao elenco e precisa evoluir um pouquinho mais".

Saídas: “Todas as possibilidades de saídas vamos deixar para a direção explicar. O Wesley viajou para a Espanha e é bem possível que saia. O Bruno Gomes também foi ao Coritiba. Se o Heitor sair precisamos de outro lateral imediatamente.”

Categorias

Ver todas categorias

Mano deve permanecer em 2023?

Sim

Votar

Não

Votar

914 pessoas já votaram