Texto por Colaborador: Redação 20/06/2022 - 20:00

Taison chegou ao Inter em abril do ano passado e tudo que se imaginou era que o meia que outrora chegou a ser convocado para uma copa do mundo viria para ser “o cara” do time. O jogador que veio como o atual melhor jogador do campeonato ucraniano sucumbiu em Porto Alegre, apresentou algumas poucas boas partidas, mas nada perto do que se imaginava e fez parte de uma campanha melancólica que colocou o Inter há apenas 5 pontos acima da zona de rebaixamento.

Ao amanhecer de 2022, as expectativas eram outras, com uma boa pré temporada feita, se esperou que o jogador fosse resolver o problema de meio campo do Internacional, mas o trabalho de Cacique Medina era inqualificável e o jogador acabou sendo vítima disso, assim como todo o time. Eis que chega Mano Menezes chega e o Inter muda, tudo parece estar voltando aos poucos pro seu lugar e o time começa a crescer, Mano começa a recuperar jogadores e a expectativa era que Taison entrasse nessa barca, mas não foi o que aconteceu.

Após liderar uma greve por atraso de direitos de imagem dos maiores salários do beira-rio, o jogador tentou fugir dos holofotes e atacou a imprensa com argumentos que se contradiziam a cada sentença e após isso, parece que o jogador esqueceu o que é o Internacional. O jogador que outrora gritou o seu coloradismo aos 4 ventos e vomitou fortes frases como, “quem não está afim, que vá embora”, parece agora ser um desses.

Taison sentou ao banco de reservas e teve oportunidade em todos os jogos após a greve e em todos eles foi inoperante, como já diria Muricy Ramalho, “a bola pune” e essa mesma bola parece punir Taison, que antes da camisa e do seu amor pelo clube, pensou em dinheiro e isso é inaceitável.

A torcida aceita que jogadores joguem mal, errem e perdoam até alguns vexames, mas o que não é aceitável é um jogador que vai contra a camisa, contra o clube e Taison colocou seus interesses financeiros acima da camisa vermelha, isso é algo que torcida não aceita e jamais aceitará e isso justificam as vaias ao jogador que veio para ser a solução colorada.

Eu ainda não acho que esse seja o fim do ciclo de Taison pelo inter, mas uma coisa é certa, se o jogador não se colocar no seu lugar e continuar a se achar maior que o clube, esse ciclo será muito mais curto que o imaginado pela direção colorada, porém, isso só depende de Taison e do seu envolvimento com o clube, que por suas últimas atuações parece não existir.

Por Vinicius Rosa

Categorias

Ver todas categorias

Alemão demonstrou capacidade suficiente para ser o n°9 titular em 2023?

Sim

Votar

Não

Votar

203 pessoas já votaram